Nova Andradina - MS Busca
Geral

Violência contra crianças e adolescentes é alvo de campanha em Nova Andradina

Ação foi realizada durante o New RouteMotorcycle com a finalidade de incentivar a população e visitantes à denunciarem casos de violência contra este público

17:17 - 15 abr 2019 | Por Assessoria

Aproveitando a presença de um grande público visitante e da população nova-andradinense no New RouteMotorcycle, o governo municipal de Nova Andradina foi às ruas para realizar uma campanha preventiva contra a violência de crianças e adolescentes do município.

A ação envolveu as equipes técnicas de serviços gerenciados pela Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social como CREAS, Proteção Social Básica (CRAS), Conselho Tutelar, Conselho Municipal da Criança e Adolescente (CMDCA), Conselho Municipal da Assistência Social (CMAS) e Conselho Municipal dos Direitos da Juventude.

Na ocasião, houve a distribuição de canecas e panfletos informativos aos motociclistas de várias partes do país e também ao público que curtiu os shows musicais e demais atrações do evento, realizado nos dias 12 e 13 de abril.

Segundo a secretária da pasta, Juliana Ortega, a violência praticada contra as crianças e os adolescentes diminui a autoestima e impede o desenvolvimento das vítimas. Quando não denunciada, os agressores ficam impunes, e o prolongamento da exposição à violência faz com que se sintam culpados e achando ser normal.

“Não podemos compactuar com esse mal. Denunciar é a melhor forma de impedir que isso se propague. Essa iniciativa visa conscientizar e incentivar a sociedade a denunciar qualquer situação suspeita. É hora de acabar com a violência contra a criança e o adolescente. Denuncie. Dique 100”, apela a secretária.

Vale ressaltar que durante os grandes eventos e festas populares, onde há grandes aglomerações, crianças e adolescentes ficam mais vulneráveis. As violações mais comuns nesses ambientes são: trabalho infantil, violência sexual, uso de álcool e drogas, crianças e adolescentes em situação de rua e crianças perdidas ou desaparecidas.

Fotos: William Gomes