sábado, 21 de abril de 2018
Nova Andradina - MS
Geral

Inclusão digital chega aos produtores rurais do assentamento Santa Olga

SEMADI e Sindicato Rural oferecem oportunidade de crescimento aos participantes, através do ensino de noções básicas de computação e acesso ao mundo da informação.

10h:25min - 16 abr 2018 Por Assessoria

Democratizar o acesso às novas tecnologias, oferecer assistência técnica e ferramentas de capacitação profissional aos produtores rurais e agricultores familiares são algumas das estratégicas adotadas pela Prefeitura de Nova Andradina, através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Integrado (Semadi) para fomentar o setor da agropecuária.

Esta semana, mais um projeto importante foi colocado em prática. A Semadi em parceria com o Sindicato Rural, realizou um curso de Inclusão digital para nove produtores rurais do assentamento Santa Olga. Através do mobilizador Edivaldo Pereira de Souza, a iniciativa propiciou oportunidade de crescimento aos participantes, através do ensino de noções básicas de computação e acesso ao mundo da informação.

O local escolhido para a realização do curso foi o escritório da COOPAOLGA (Cooperativa de Produção dos Agricultores Familiares do Assentamento Santa Olga), que possui internet, sendo utilizada pelo instrutor para um melhor aproveitamento dos alunos.

Neste curso, os participantes aprenderam sobre a navegação em sites de pesquisas, órgãos, governos e instituições ligadas ao empreendedorismo rural. O instrutor Washington Tsuruda abordou temas como o programa de inclusão digital rural, educação e tecnologia na área rural, informática básica, internet, canal do produtor aplicativos do Office, medidas de segurança no trabalho, meio ambiente, novas exigências profissionais e mercado de trabalho.

O secretário da pasta, Hernandes Ortiz, destacou o trabalho de capacitação desenvolvido e as parcerias fundamentais no desenvolvimento do trabalhador do campo. “Parcerias como estas nos proporcionam levar informação e capacitação às pessoas que residem em assentamentos e zonas rurais, oportunizando a inclusão produtiva e acesso aos serviços públicos ofertados através de sites e outras ferramentas da web”, encerrou.

Deixe seu comentário

Ver todas as notícias