terça-feira, 19 de fevereiro de 2019
Nova Andradina - MS
Coluna B

Nós não podemos desistir do amor (próprio)

10h:44min - 19 nov 2018 Por Ana Carolyna Simões

Ah, vamos lá.. Todos, aham, todos nós já passamos por qualquer decepção que nos fizesse pensar “é sério que isso é amor? então, eu to fora” e se você não passou, acredite em mim, vai passar. É porque dai que vem a graça de se conhecer e de viver.

Se você veio aqui esperando que eu diga que ninguém vale tão a pena a ponto de você deixar de se amar, sinto muito, esse texto não é pra você, é que essa filosofia de vida não é pra mim, e nunca foi. Porque pra mim, a melhor versão de nós mesmos vem regada de muito amor. Como assim?

Vamos ao que interessa. Existem relações extremas, difíceis, inacabáveis, imperdoáveis e impossíveis de serem recomeçadas, e quando nos damos conta disso, decidimos pegar aquele caminho mais longo cheio de sofrimento e culpar alguém por isso. E, na maioria das vezes, culpamos ele; aquele sentimento que a gente vive tentando encontrar e quando a gente encontra, e por algum motivo (qualquer que seja) não dá certo, nós o culpamos.

Sim, nós vivemos atrás dele e de repente nós decidimos que “não, isso não é pra mim”. As relações são complicadas, independente do caminho que você escolher, nada acontece sem darmos o melhor de nós.

Me dói muito quando me deparo com alguém que me diz que desistiu do amor, que ela prefere se amar a amar alguém. Que a relação é difícil, que não quer sofrer e tudo mais.. Eu não tenho muitos conselhos bons a dar, pra ninguém, mas eu acredito em algo: amar o outro é amar a si mesmo. Amar alguém, ceder, enfrentar as batalhas diárias, e não desistir. Isso é se amar.

Quando a gente ama alguém, ainda que por muitas vezes as coisas sejam difíceis, você saber sentir por outra pessoa algo tão precioso como o amor, é ser uma pessoa melhor a cada dia. É saber que nem todos os dias serão coloridos, mas que precisamos das tempestades para chegar no final do arco-iris com o pote de ouro, não é mesmo?

Precisamos sim nos amar, saber o que é melhor pra todos nós. Mas, precisamos mais ainda entender que algumas pessoas precisam muito mais do nosso amor e que sim, é dando que se recebe. E esse é a melhor troca que podemos encontrar nessa vida.

A melhor forma de amarmos a nós mesmos, é amando o outro. Não desista de amar.

 

Deixe seu comentário